A trilha da carreira de Liderança

Por: Jandara Souza – Gestão de Carreiras

A compreensão sobre o termo liderança e sobre o perfil do profissional que ocupa este papel não é consensual na literatura e no mundo do trabalho. Entretanto, a relevância dos líderes para o desempenho das equipes e organizações é notável. Foram realizadas duas pesquisas de opinião nos anos de 2017 e 2018. Em 2017, o PUCRS Carreiras coletou opiniões de gestores através de questionários específicos, com perguntas abertas sobre as características necessárias para ser um líder. No ano seguinte, com intuito de dar continuidade nos estudos sobre Carreira de Liderança, sete novos profissionais responderam presencialmente uma entrevista sobre o mesmo tema, em que resultados interessantes  apareceram.

A partir da análise dos resultados, pode-se constatar que os requisitos fundamentais podem ser divididos em três esferas: foco no negócio, foco no eu e foco no outro. O Foco no Negócio diz respeito à competência do líder de realizar suas atividades de forma assertiva visando obter resultados e, para isso, é importante que ele consiga ter clareza das expectativas que existem sobre o seu desempenho e sobre o desempenho de seus liderados, para que ambos possam realizar as melhores entregas. Para desempenhar essa competência os líderes têm de estar alinhados com o negócio, mantendo um pensamento estratégico, , buscando entender o cliente, mas mantendo uma postura de defesa da empresa, e se posicionando de forma competitiva internamente e externamente. Além disto, os entrevistados ressaltaram que é essencial para o líder se manter atualizado sobre as novas tecnologias e tendências que surgem no mercado e, para isto, os líderes pontuaram a importância de participar de cursos e formações, e também de que a empresa tenha programas de desenvolvimento interno, que podem ser focados no papel do líder ou sobre diversos temas relevantes.

O Foco no Eu foi compreendido a partir de dois fatores: o lado técnico e o lado pessoal.  O primeiro envolve os programas de desenvolvimento de liderança dentro e fora das organizações, bem como cursos, eventos e leituras, que possibilitam a atualização contínua do profissional. Já o lado pessoal, diz respeito à busca por autoconhecimento, que permite clarear os motivos que o levaram a ser líder.  No caso dos líderes entrevistados, eles são movidos pelo desejo de desenvolver pessoas, estabelecendo relações transparentes e de troca com o grupo. Além disso, para o desenvolvimento do comportamento de liderança, eles valorizam as vivências anteriores e em outros espaços (por exemplo, fazer esportes ou ter trabalhado em outras oportunidades) e destacam a importância de buscar por profissionais que sirvam de inspiração para suas carreiras.

O Foco no Outro segue sendo fundamental para pessoas que ocupam ou têm interesse de seguir em um cargo de liderança. É ressaltado que a facilidade no trato com pessoas, no que se refere à flexibilidade, paciência e também abertura para com o outro é muito importante. Além disso, é referido que a escuta e também a capacidade de fazer o outro pensar e, consequentemente, se desenvolver é indispensável. Os líderes precisam ter manejo para lidar com as diferenças no ambiente de trabalho, entendendo cada um na sua singularidade, tendo empatia, se colocando no lugar do outro. A maioria dos líderes acredita que o perfil de liderança pode ser desenvolvido. Porém, ainda existem gestores que acreditam em uma liderança mais vertical do que horizontal e reforçam a importância de existir a ‘pessoa certa para o lugar certo’, bem como na existência de um ‘técnico escalando seu time’, trazendo a figura de ‘capitão’. Enfatizaram também que o feedback constante é essencial para o desenvolvimento da equipe, bem como a transparência para falar abertamente sobre os resultados esperados pela empresa. Sendo assim, deve ter um papel de multiplicador positivo, sendo exemplo e também motivador de sua equipe.

Com isso, conclui-se que os resultados evidenciam a importância de se pensar e abordar as três esferas identificadas nos processos de orientação profissional e de carreira a fim de que indivíduos que se interessam por ou ocupam posições de liderança possam desenvolver e aprimorá-las em sua atuação profissional.

Deixe um comentário